Publicidade

Publicidade

Arquivo de agosto, 2009

23/08/2009 - 22:42

Vídeos do Show do Sesi (1)

Compartilhe: Twitter

Pessoal, o show  que fiz no SESI na última quarta feira dia 19/08/09 contou com a presença de um público bem bacana e eu me diverti muito tocando Bossa Nova.  A Fátima (uma pessoa muito querida que sempre vai aos shows) fez a gentileza de resgistrar alguns momentos desse show em vídeo.  Vou postando aqui no blog também.  Muita música na alma, J.O.

A Rã (João Donato)

São Gonça (Seu Jorge)

Autor: - Categoria(s): Música Tags: , , , ,
21/08/2009 - 02:54

Pizza Indigesta

Compartilhe: Twitter

Após a paternidade (ou maternidade) a pessoa certamente começa a pensar diferentemente sobre vários assuntos.  Ao mesmo tempo que diversos conceitos são revistos e repensados, também certas convicções ganham ratificações superlativas; principalmente se relacionadas às questões morais e éticas que a pessoa deseja transmitir à prole.  Digo isso pois, anteontem à noite, depois de saber de mais uma “pizzada” geral de nossa política, fiquei pensando no país e nos valores com os quais minha filha Isabela terá que conviver no futuro.
Não é mais possível que sejamos tão impotentes perante a tamanho desrespeito com nossos indivíduos, nossas famílias, nossos amigos e com nossa sociedade.  Precisamos, para nossa sobrevivência como cidadãos decentes, começar a não mais permitir esses indesejáveis abusos e desmandos.
Para a minha pequena Isabela, tento passar a compreensão de que o sujeito deve  sempre prezar pela honestidade, integridade, respeito e paz de espírito – individual e coletivamente.  Mas o que dizer quando os exemplos que vem de nossos políticos e de nossa conivente participação (ou não participação) social revelam que é absolutamente normal e corriqueiro ser desonesto e corrupto?   Recuso-me a ensinar o ideal do “cada um por si” ou os mandamentos da lei da vantagem.   Vivemos em sociedade e precisamos uns dos outros para quase tudo nesse mundo.  De que adianta ver o Brasil acelerando, várias pessoas caindo do barco, enquanto uns poucos “espertos” tomam champagne e comem caviar despreocupadamente na cabine do comandante (iguarias essas bancadas por aqueles que somem abandonados na água!)?  Por quê o restante dos passageiros não se revolta?  Assim, tornam-se tão culpados pelos afogamentos quanto a corja da cabine.   Não temos mais espaço para engolir sapos.  Estamos com os sapos saindo pelas narinas!  O jeito é começar a vomitar alguns desses anfíbios e não permitir mais que se proliferem.    E temos armas para isso.  Nos dias atuais, as chances para expor nossas idéias e indignações são excessivamentes maiores que há alguns anos.  Um bom exemplo é o caso do músico Dave Carroll (que postei aqui anteriormente).  Ele teve seu violão quebrado durante um voo de uma companhia aérea, tentou o ressarcimento, não conseguiu, então decidiu compor uma música contando o episódio.  Hoje a companhia tenta desesperadamente tirar o vídeo do Youtube que já conta com mais de 5 milhões de visitas!  É nosso dever usar blogs, twitters, vídeos, podcasts e emails para devolver o mesmo constrangimento que esses “administradores” públicos de meia tigela nos causam quando esfregam em nossas caras tamanha impunidade.  Isso sem contar o que se pode realizar com uma legítima mobilização pública nas ruas de nossos bairros e cidades.   Projetos como os do grupo RIR PARA NÃO CHORAR tem buscado uma maior conscientização sobre esses assuntos.  Só não podemos mais aceitar essa pizza indigesta com a nossa paciência rotineira!  Não serve mais a desculpa de que somos poucos para mudar de baixo para cima; de que não adianta fazer nada porque desde sempre foi assim.  Muito pelo contrário!  Somos 191 milhões!!!  Acho que dá para impor muito respeito com tudo isso de gente cobrando respeito.
Chega de depositar nossas esperanças e responsabilidades em orgãos que, sabemos, geralmente não agem em nosso favor.    Chega de achar que o dinheiro de nossos impostos é do Governo.  Esse dinheiro É NOSSO!!!!  O Governo só deveria administrá-lo em nosso nome e em nosso próprio benefício.   Como no caso de quem paga condomínio em suas residências.  Não se paga a contribuição predial sem exigir que o dinheiro seja efetivamente usado para criar melhorias e vantagens coletivas nas áreas comuns.  Quando algo de errado acontece nesse âmbito residencial, logo se convoca uma reunião para cobrar um equilíbrio do valor gasto com o benefício gerado.   Por quê não agimos da mesma forma com nosso país?  A nação é nossa residência; e o condomíno não é nem um pouco barato (somos um dos países com maior carga tributária do planeta).  Cadê as melhorias das áreas comuns?  Cadê a boa educação pública para nossos filhos?  Onde está o atendimento decente e cuidadoso de nossa rede de saúde?  E a segurança de nossas famílias e de nossos bens esforçadamente conquistados?  Os síndicos não estão prestando as contas e nós estamos deixando por isso mesmo. NÃO!!!  Trabalhamos em média 4 meses por ano não para PAGAR ao governo, mas sim para garantir todas essas “regalias” a todos os cidadão brasileiros.  Não devemos mais aceitar caladinhos que nosso dinheiro seja desviado para alguma conta pessoal no exterior ou para bancar castelos megalomaníacos e de gosto duvidoso.
E isso nos leva também a cobrar que um político que seja pego em qualquer tipo de crime contra a sociedade, nunca mais possa assumir qualquer outro cargo público de representação.  É simplesmente um absurdo ver que, nomes com a reputação comprovadamente manchada, muitas vezes são impedidos de seguir em seus cargos por desejo popular e em poucos anos estão ocupando cargos de igual ou maior influência.  Qual a lógica disso?  Em qualquer empresa ou domicílio, quando um funcionário é pego desfalcando ou lesando de forma aguda e grave quem quer que seja, esse funcionário é subitamente afastado e jamais, como pede o bom senso, será recontratado para outro cargo na mesma empresa.  Na política não existe esse bom senso.  Sabe-se que o brasileiro somente agora conseguiu ter acesso a uma melhor informação e ainda assim, a inclusão cultural é lenta e não abraça a todos.  Dessa forma alguns políticos se aproveitam de nosso despreparo e se reelegem apesar de merecerem o esquecimento eterno.  E isso independe de ideologias partidárias (pois imagino que hoje todos eles tenham o traseiro sujo).  Quem perde é a democracia.  Políticos sagazes e dissimulados diante de uma população passiva e alienada.   Outro dia um amigo me contava que o principal Jornal da televisão brasileira encontra-se estrategicamente posicionado entre as duas mais bem sucedidas novelas do horário nobre justamente para alavancar a audiência do noticiário.  Até aí tudo normal e inteligente.  Só que ele me disse que há alguns anos, as empresas de fornecimento de água fizeram um levantamento indicando que durante a exibição das notícias o consumo de água nas residências disparava.  Isso mostrou que, apesar da grande audiência (por conta dos televisores ligados nas salas), muita gente aproveitava o tempo do jornal para tomar banho! Ou seja, muita vezes preferimos encarar a ficção confortante a descobrir sobre nossa realidade desvairada.   Não sei até onde esse relato é comprovado e verdadeiro, mas certamente precisamos parar de achar que nossos problemas como nação só duram até o começo do próximo capítulo da novela.  Tomamos um banho para fingir que nada acontece e depois nos entregamos alegre e calmamente aos problemas que pertencem exclusivamente aos personagens fictícios do folhetim.  A “parada” aqui é bem real e já se esgotou o tempo de engolir a seco.
Peço desculpas pelo texto longo, mas não consigo mais segurar a indignação com essas absolvições descabidas, acordos partidários incoerentes e processos que só servem para ganhar tempo até que um próximo escândalo assente a poeira do anterior.  Não concordo como cidadão e pai que deixemos as coisas como estão, esperando que, quem sabe, nossos filhos resolvam no futuro o que temos preguiça de resolver agora.
Música na alma de todos, J.O.

Autor: - Categoria(s): Música Tags: ,
19/08/2009 - 15:22

Violão Quebrado em Voo da United Airlines

Compartilhe: Twitter

Muito genial! O cara teve o violão quebrado durante um voo da United Airlines, não conseguiu ressarcimento (como sempre) e resolveu fazer essa música muito esperta. Excelente!!!!

Autor: - Categoria(s): Música Tags: , ,
19/08/2009 - 00:15

Lançamento “Grandes Pequeninos” em Natal – RN

Compartilhe: Twitter

Pessoal, aqui está uma matéria muito bacana feita pelo programa “Crescendo de A a Z” durante o lançamento do livro/cd “Grandes Pequeninos” em Natal/RN na feira literária promovida pela livraria Siciliano de lá.  O evento aconteceu no último dia 08/08/09.
Mais informações sobre o projeto no www.grandespequeninos.com.br

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags:
18/08/2009 - 17:08

Show Família Rodrigues e Urso Xamã

Compartilhe: Twitter

Pessoal, tô passando aqui rapidamente para dizer que nesse próximo domingo dia 23/08/09 tem show da família Rodrigues (eu, Luciana Mello e Jair Rodrigues) no Shopping Metrô Tatuapé em Sampa.

E também gostaria de indicar o Blog Urso Xamã do Eduardo Jardim (o mesmo que fez as ilustrações do livro “Grandes Pequeninos”).  É muito bacana, com muito videos, curiosidades e fotos desse figuraça.

Para conferir é só acessar o http://ursoxama.blogspot.com/

Autor: - Categoria(s): Música, Sem categoria Tags: , , , ,
18/08/2009 - 16:58

Living Colour, Faith No More, Jane’s Addiction e Chuck Berry

Compartilhe: Twitter
Pessoal, outras dicas do “Gel” (amigo e colaborador assíduo aqui do blog).   Tem shows de uma rapaziada muito legal chegando por aqui.
Música na alma, J.O.
Shows:
Living Colour confirma mais uma visita ao Brasil para outubro. Como tem bandas que gostam de tocar por aqui, hein ?! Ou será que só aqui alguém quer ouví-los?! Bom, no caso do Living Colour estou sendo maldoso.  Gosto pacas deles e fui vê-los todas as vezes que vieram ao Brasil, sendo o melhor show, para mim, no Palace (saudades !!!) em 93. No caso do Jimmy Cliff não …hehehehe

Os shows estão marcados para Belo Horizonte, no dia 09/10, no Music Hall, São Paulo no dia 15/10, no Via Funchal e Rio, no Circo Voador no dia 16/10. Data de início de venda de ingresso e preços ainda não foram divulgados, vamos ver de quanto será a facada dessa vez.

Festival Maquinária 2009: Confirmados shows do Faith no More e Jane’s Addiction. Duas bandas que fizeram muito sucesso na explosão do rock alternativo nos anos 90 e que haviam terminado.  O Faith no More voltou após 11 anos de extinção; já o Jane’s Addiction tentou algumas voltas em 97 e em 2002, porém por brigas e problemas com drogas não deram certo, tentam novamente. Faith no More veio ao Brasil em 3 oportunidades, em 91 para o Rock in Rio II, onde roubou a noite do Guns n’ Roses (que voltavam aos palcos e eram a grande sensação do RIR II), ainda no mesmo ano fizeram uma turnê consagradora, onde pude assisti-los no Olympia, que show absurdo !!!! e em 1995, para o Monsters of Rock, quem viu o show achou uma m@!da. Os ingressos já estão à venda:
Pista Normal inteira (tem meia entrada)- R$ 200,00
Pista Vip inteira (tem meia entrada)- R$ 450,00
A dica é comprar na Fnac do Shopping Morumbi, segundo informação do site www.ingressorapido.com.br (ingressos estão sendo vendidos lá também) não há cobrança de taxa de “conveniência” nas compras feitas nesse local.
Amanhã, 19/08 a lenda Chuck Berry desembarca por aqui mais uma vez para show no Via Funchal, ingressos à venda (tem meia entrada também):
Preço (R$)
Platéia VIP – R$ 350,00
Platéia 1 – R$ 250,00
Platéia 2 – R$ 200,00
Platéia 3 – R$ 150,00
Platéia Lateral – R$ 100,00
Mezanino Central – R$ 200,00
Mezanino Lateral – R$ 150,00
Camarote – R$ 350,00
É isso aí pepessoal !!!  Gel.
Escrito por Daniel Diniz (Gel)

Autor: - Categoria(s): Música Tags:
18/08/2009 - 16:52

Dicas do “Gel” sobre literatura

Compartilhe: Twitter

Rapaziada, aqui vai uma outra colaboração muito legal de meu amigo Daniel Diniz, o “Gel”.  Agora ele fala sobre literatura.  Por favor comentem.  Música na alma, J.O.

“Leituras leves e desencanadas”

Hoje estou animado com o post, então queria comentar sobre alguns livros bacanas que li desde o ano passado, todos relacionados com música. Historicamente não sou um bom leitor.  Na verdade nunca fui fã de literatura; na escola, para terem idéia, lembro-me de dois livros que me marcaram: Um Certo Capitão Rodrigo, do Érico Veríssimo, porque na década de 80 teve uma minissérie na Globo chamado O Tempo e o Vento, da qual esse livro fazia parte (se não me engano era uma trilogia).  Well, o que interessa é que curti muito o livro porque havia visto e adorado a minisséria na TV antes.  Outro livro foi O Boca do Inferno/Bocage, do Gregório de Matos. Esse marcou pela putaria, palavrões e besteiradas que rolavam no período colonial no Brasil, enfim, tudo o que um bom adolescente gosta e eu curtia muito …hehehehe.

Anos depois eu voltei a tentar  a ler e o livro que escolhi foi Chatô de Fernando Morais – a biografia do Assis Chateaubriand, o verdadeiro Rei das Mídias, Imprensa, Cultura e Arte, Aviação … o verdadeiro Rei do Brasil. Muito antes do Roberto Marinho, do Sílvio Santos veio o Chatô. Levei quase 6 meses para ler, livro grosso, que levava quase todos os dias para a faculdade, mas mesmo levando tanto tempo para ler, não esqueci de nada do que li.  Realmente uma figura marcante; antecipou em anos o que Sarney veio a fazer ao mudar de domicílio eleitoral, representou o Brasil no exterior de maneira caricata, esteve ao lado dos comunistas, dos ditadores, desafiou o governo militar, trouxe a TV para o Brasil, ajudou com a criação do Masp.  Muitos aviões foram comprados no Brasil devido ao seu incentivo. Muitas vezes esses incentivos nas diversas áreas onde atuou eram feitos de modos peculiares, com ameaças; desde difamação até agressões físicas. É um cara para se admirar, para o bem e para o mal, esse é o cara. Quem mais teria culhão de chamar Getúlio de Vargas de “Ditador” no trato pessoal ??? Ou pendurar uma bandeira da União Soviética na frente de casa, em plena avenida movimentada e nobre em São Paulo ??? Sim, somente ele, Chatô.

Novo intervalo grande e em 2008 resolvi reiniciar minha aventura literária.  Dessa vez pensei com meus botões: “Que assunto mais gosto?” – “Música, certo ? Então vamos ler sobre música !”

O primeiro livro que comprei foi a autobiografia de Eric Clapton.  Poxa, um livro muito legal; claro que a parte da infância é muito chata, não anda, mas assim que ele começa sua carreira o livro fica muito interessante.  O mais legal é que não é um livro chapa branca; ele tem autocrítica, sabe do que fez de bom e ruim, não fica fazendo média com as pessoas com quem conviveu, comenta sobre passagens importantes em sua vida e carreira, relacionamentos, problemas com o álcool e drogas, fala sobre as mortes de pessoas próximas a ele, inclusive é tocante o carinho que ele tinha pelo Jimi Hendrix, coisa que eu não imaginava … já que não tinha idéia dessa proximidade entre ambos. Realmente um grande recomeço para minha carreira literária …hahahaha e uma verdadeira aula sobre um dos maiores ídolos do rock e blues.

Depois parti para Vale Tudo: Tim Maia, delicioso livro escrito pelo Nelson Motta.  Outro livro sem o carimbo de chapa branca.  Um livro escrito sobre um grande amigo dele, com riqueza de detalhes, passagens hilárias, um livro para ler e relembrar, pois são histórias engraçadíssimas, de um músico que todos nós tínhamos um grande carinho.  Eu sou bem sincero, conheço muito pouco da sua obra, conheço o que tocava em rádio, novela, mas que eu deveria me embrenhar, especialmente nas fases soul e funk dele.  Não gosto do lado “romântico”, muito brega para o meu gosto, mas o assunto é o livro e nele você encontrará uma pessoa rara, que não estava nem aí para ninguém e para nada, curtia suas “Rê Bordosas”após suas festas regadas a pó e whisky, não estava nem aí para os processos que sofria, realmente um fora-da-lei, mas com um carisma imenso. Diversão, é isso o que posso dizer do livro !!!

Alguns outros livros interessantes que li foram: Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band – Um Ano na Vida dos Beatles e Amigos, de Clinton Heylin.  Um livro muito bacana, pois assim como muitos, tenho o Sgt. Pepper’s como o disco que mais gosto e admiro dos Beatles e, nesse livro, o autor desmistifica um pouco o disco, que para muitos é considerado como o melhor já feito na história do rock. Aqui ficamos sabendo que era para ser um disco temático, que a grande força por trás do livro é Paul Mccartney, que na época passou a freqüentar grupos de intelectuais, que John Lennon estava se afundando em drogas e pouco contribuiu (quer dizer, não podemos dizer “pouco” para quem nos deu A Day in the Life).  Mostra também no mesmo período o que outras bandas contemporâneas estavam fazendo, Stones, Pink Floyd, Who, Beach Boys e todo o cenário psicodélico e as relações entre as bandas. Para quem ama Sgt. Pepper’s, você vai odiar o autor …rs, mas para quem gosta de aprender sobre os bastidores da música, um grande livro.

Há um outro livro chamado Uma Temporada no Inferno escrito por Robert Greenfield, ex-repórter da revista Rolling Stone.   Retrata como foi a gravação, no Sul da França, do álbum clássico dos Stones, Exile on Main Street.  Todas as orgias, consumos colossais de drogas (todos os tipos), crimes, presença de vigaristas, acidentes, incidentes, mortes e também música, claro. Um relato de quem viveu de perto toda a loucura de uma época marcada pelo excesso da maior banda de rock da época e quem sabe da história.

Li também um livro sobre o promotor de shows, empresário, agitador cultural, Bill Graham – “Minha vida dentro e fora do Rock”. Foi Bill quem começou a profissionalização da organização dos shows, grandes turnês, casa de shows com estrutura decente, realmente um grande empresário antes de tudo. Um livro que revela muito dos bastidores do rock, desde a década de 60 até 1991, quando Bill morreu em um acidente de helicóptero ao sair de um show. Foi o responsável pela primeira turnê de caráter mundial e de grandeza dos Stones no início dos anos 80.  Promoveu as primeiras grandes turnês de bandas em grandes estádios ao redor do mundo. Um cara amado e odiado no meio musical, mas mais um livro muito bom para aprendermos como as coisas funcionam em seus bastidores.

Recentemente li 2 livros muito legais: “Mais pesado que o Céu”, quase uma biografia de Kurt Cobain.  Um livro muito legal de se ler.  Mais uma vez temos que passar pela parte chata que é a infância do artista, mas no caso de Cobain vale a penas, pois percebemos o quanto ele era manipulador e inventava histórias sobre sua infância, para justificar algumas de suas atitudes, assim como o seu vício absurdo em heroína. Percebemos que se ele não tivesse dado um tiro na cabeça, teria morrido cedo ou tarde de overdose. Amo Nirvana, assisti-os no Hollywood Rock no Morumbi, o famoso show onde eles trocaram os instrumentos no palco; onde ele saiu engatinhando do palco amparado por uma loira, que anos depois descobri que era a Courtney Love, mas que no fim das contas foi um grande babaca.  Se enfiou na heroína e não teve força e nem quis sair do vício e sempre usava alguma desculpa para manter o vício. É um livro bem legal também para tirarmos um pouco da culpa de Courtney Love sobre o vício de Kurt.

O outro livro que li e queria comentar é: “Mate-me, por favor !” Um livro divertido de ler; relata toda a história do surgimento do Punk Rock nos EUA e Inglaterra, com relatos de todos os principais integrantes do movimento, incluindo cantores, bandas, groupies, traficantes, seguranças, empresários, etc. Lendo o livro, a impressão que passa é que todos foram viciados em drogas, gays, cafetões, bandidos, mas que curtiam todo o movimento e se divertiam com ele. Histórias muito engraçadas, algumas histórias contadas por diferentes pessoas, por diferentes ângulos, mas sempre interessante e divertido. Um livro que curti muito e li rapidinho, o que é bom sinal, certo ?

Têm dois livros que quero comprar, um é o “A Vida até parece uma Festa”, sobre os Titãs e o outro é o “Dias de Luta”, sobre o rock brasileiro da década de 80 e que foi muito bem recomendado por um amigão.

Acho que ficou muito grande esse post, mas queria dar essas dicas para vocês que gostam ou não de ler … música é sempre bom, mesmo quando não é feita para se ouvir.

Abraços !!!  Gel.

Escrito por Daniel Diniz

Autor: - Categoria(s): Música Tags: , ,
15/08/2009 - 01:02

Mixagem DVD “O Samba Me Cantou”

Compartilhe: Twitter

Fala rapaziada! Estou aqui nesse momento junto com o Henrique Vilhena mixando o DVD “O Samba Me Cantou”, meu e de minha irmã Luciana Mello.  O show foi gravado em fevereiro no Auditório Ibirapuera em Sampa e teve participações especiais de Cláudio Lins, Anna Luisa, Mariene de Castro, Skowa e Jair Rodrigues.  O lançamento está previsto para outubro próximo pelo selo RWR.  O repertório, como o nome do projeto sugere, é composto somente de sambas (clássicos e novos).  Aguardem!  Música na alma, J.O.

Autor: - Categoria(s): Música Tags: , , ,
Voltar ao topo